Escolas de Aplicação da UPE também são destaque no Idepe 2019

As Escolas de Aplicação da Universidade de Pernambuco (UPE) no Recife (Escola do Recife) e Garanhuns (Escola de Aplicação Professora Ivonita Alves Guerra) foram destaque no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de Pernambuco (Idepe) do ano de 2019. Para marcar o feito, o governador do Estado, Paulo Câmara, comandou solenidade, ontem (23/09), no Palácio do Campo das Princesas, que premiou os gestores, professores e estudantes da rede pública que mais se destacaram no Índice. A solenidade foi em versão reduzida por conta do novo coronavírus e transmitida online.

Ao todo, foram entregues 42 certificados a quem se destacou no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de Pernambuco. Desses, 12 certificados são para os municípios, 06 para as escolas municipais, 06 para as GREs e 18 para as escolas estaduais. A ideia do prêmio é valorizar as escolas, Gerências Regionais de Educação (GREs) e municípios que obtiveram bons desempenhos educacionais no Estado. 

“A educação de Pernambuco não vai se desenvolver de uma maneira isolada. É preciso integração e uma visão muito estratégica dentro das peculiaridades de cada região, mas dentro de uma visão de gestão, onde o trabalho integrado dos gestores, professores, alunos e o poder público possam fazer a diferença. Isso já acontece de maneira muito organizada em muitas regiões. Ainda temos muito o que fazer na educação de Pernambuco, mas o caminho trilhado há pouco mais de dez anos com uma política pública de consistência, com gestão, com foco no ensino integral e com foco no aprendizado e nas condições de trabalho tem surtido os resultados necessários. Nossos alunos estão de parabéns. Eles estão vendo que com educação é possível atingir seus sonhos e conquistar o mundo. Muitos já foram ganhar o mundo e muitos outros vão estar preparados para os desafios do mundo moderno”, disse o governador Paulo Câmara.

Os números do Idepe de 2019 apontam que a média do Ensino Médio em Pernambuco ficou em 4,7, ou seja, um pouco maior que a média do Ideb, divulgada na semana passada pelo Ministério da Educação. “As escolas evoluíram como um todo no Estado. Claro que todos os anos há as escolas que se destacam, mas todos os anos também temos novas escolas chegando ao primeiro lugar, sejam elas estaduais ou municipais”, disse o secretário de Educação e Esportes, Fred Amancio.

O secretário destacou, ainda, a evolução nas escolas estaduais no Ensino Médio, apontada pelo Idepe. Em 2019, apenas 13 escolas tiveram média menor que 3,0, ou seja, uma redução de 98% em relação a 2008, quando a média era de 575 escolas. O Idepe apontou, ainda, oito escolas estaduais do Ensino Médio com média acima de 7,0.

“Não existe receita pronta para ter um bom desempenho no Idepe, mas uma dica é fazer um trabalho focado, valorizando a equipe e cada passo dado por ela. Liderar de forma positiva, além de focar objetivos possíveis de serem atingidos, dando condições para isso”, disse Danilo dos Santos, da Gerência Regional da Mata Sul, que conquistou o 1º lugar, com crescimento de 5,0%.

IDEPE - Os resultados do IDEPE são calculados com base no Sistema de Avaliação da Educação Básica de Pernambuco (SAEPE), que mede anualmente o grau de domínio dos estudantes nas habilidades e competências consideradas essenciais em cada período de escolaridade avaliado, além de ser uma importante ferramenta para a gestão escolar.

Realizado anualmente, o ranking do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de Pernambuco acompanha o desempenho da educação pública no Estado e considera dois critérios, os mesmos usados para o cálculo do índice nacional (Ideb). São eles: fluxo escolar e proficiência dos estudantes do Ensino Fundamental (anos iniciais e finais) e do Ensino Médio.

Escolas parceiras (Anos finais do Ensino Fundamental):

1º Lugar: Escola de Aplicação do Recife - campus Benfica da UPE – Idepe: 8,11

2º Lugar: Escola de Aplicação Professora Ivonita Alves Guerra - campus da  UPE em Garanhuns – Idepe: 7,60

3º Lugar: Colégio da Polícia Militar de Petrolina – Anexo I– Idepe: 7,17

Escolas parceiras (Ensino Médio):

1º Lugar: Escola de Aplicação do Recife - campus Benfica da UPE – Idepe: 7,61

2º Lugar: Escola de Aplicação Professora Ivonita Alves Guerra - campus da  UPE em Garanhuns – Idepe: 7,00

3º Lugar: Colégio da Polícia Militar de Petrolina – Anexo I – Idepe: 6,40

Fonte e Fotos: SEI - Aluisio Moreira.